www.portugalsemfim.com

vilanovademilfontes.jpg
You are here: Página Inicial
  • Decrease font size
  • Default font size
  • Increase font size
Categorias Língua Portuguesa Expressões Idiomáticas

Expressões Idiomáticas

Visitas: 5887
: 0
Descrição

Expressões Idiomáticas Portuguesas


  Expressões típicas de uma língua, ou seja, expressões idiomáticas, existem em todas as línguas e variam de país para país, de região para região. Até há expressões que só são conhecidas em determinadas vilas ou cidades. Repare que o sentido da expressão idiomática não é o mesmo que o sentido literal.
  Aqui estão algumas expressões típicas que, provavelmente, são das mais utilizadas em Portugal:


Acordou com os pés de fora.
Está mal disposto.

Anda com a cabeça na lua.
Anda distraído.

Andas a arranjar lenha para te queimar!
Vais sair prejudicado pelo que andas a fazer.

Baixa a bola! / Baixa a bolinha!
Acalma-te; aqui não mandas.

Chorou baba e ranho.
Chorou imenso.

Correu às mil maravilhas.
Decorreu extremamente bem.

É dor de cotovelo.
É inveja.

É preciso ter lata!
É mesmo descarado!

É um negócio da China.
É um negócio que dá muito dinheiro.

É um paz-de-alma.
É muito calmo.

É um zé-ninguém.
É uma pessoa sem importância alguma.

É uma cabeça de alho chocho.
É uma pessoa esquecida.

É como as obras de Santa Engrácia!
Nunca mais tem fim.

Está a fazer tijolo.
Está morto.

Está com os pés para a cova.
Está em vias de morrer.

Está de trombas.
Está mal-humorado.

Está sempre a bater na mesma tecla.
Insiste em dizer o mesmo.

Está feito ao bife!
Está tramado.

Está a meter a foice em seara alheia.
Está a intervir em assunto que não te diz respeito.

Está meter o bico onde não és chamado.
Está a intervir em assunto que não te diz respeito.

Está tudo em Banho-Maria.
Está tudo suspenso por tempo indeterminado.

Entrou nos eixos.
Acatou as normas.

Está a tirar água do capote.
Está a livrar-se de responsabilidades.

Está fechado a sete chaves.
Está muito bem guardado.

Está nas sete quintas.
Está à vontade.

Está-se nas tintas.
Não se rala; não se importa.

Estalou o verniz.
A relação formal deteriorou-se.

Esticou o pernil.
Morreu.

Faço isso de olhos fechados.
Faço sem dificuldade alguma.

Fechou-se em copas.
Recusou dar informação; não divulgou o que sabia.

Fez figura de urso
Passou por uma situação ridícula.

Fez orelhas moucas.
Não deu importância ao que eu disse.

Fez ouvidos de mercador.
Não deu importância ao que eu disse.

Fez uma tempestade num copo de água.
Transformou um assunto sem importância em algo grave.

Ficou à sombra da bananeira.
Não faz nada.

Ficou com a pulga atrás da orelha.
Ficou desconfiado.

Ficou de pé atrás.
Desconfiou.

Ficou feito num oito.
Ficou em mau estado.

Ficou para segundas núpcias.
Foi adiado para outra altura.

Ficou tudo em águas de bacalhau.
Ficou tudo suspenso por tempo indeterminado.

Foi aos arames.
Irritou-se.

Foi desta para melhor.
Morreu.

Foi para o olho da rua.
Foi despedido.

Foi um balde de água fria.
Foi uma desilusão.

Há coisas do arco da velha.
Há coisas para as quais não há explicação.

Ia na esgalha.
Ia depressa; ia com muita velocidade.

Isso não tem pés nem cabeça.
Isso não tem lógica.

Isso traz água no bico.
Isso traz intenções não reveladas.

Meteu água.
A coisa não lhe saiu bem.

Meteu o rabo entre as pernas.
Submeteu-se.

Não me aquece, nem me arrefece.
É-me indiferente.

Não mexeu uma palha.
Não trabalhou nada.

Não quis dar o braço a torcer.
Não se quis dar por enganado.

Nem sabe para que lado é que se há de virar.
Tem tanto que fazer que nem sabe por onde começar.

Passei pelas brasas.
Dormi um pouco.

Passou as passas do Algarve.
Passou por muito más situações.

Passou-o a ferro.
Atropelou-o.

Passou-se dos carretos.
Perdeu o juízo; enlouqueceu.

Podes tirar o cavalinho da chuva!
Desiste porque não vais conseguir o que queres; desengana-te.

Prometeu mundos e fundos.
Fez promessas falsas exageradas ou infundadas.

Pôs tudo em pratos limpos.
Esclareceu a situação.

Pus-me a pau.
Tomei cautela.

Só lá estavam Meia dúzia de gatos pingados.
Havia lá poucas pessoas.

Tem pancada.
É doido; é doida.

Vai dar uma volta ao bilhar grande!
Vai incomodar outro!


Mais Língua Portuguesa: Clique aqui.

portugalsemfim.com com expressões idiomáticas, expressões titpicamente portuguesas, expressões idiomáticas de Portugal

  LÍNGUA PORTUGUESA
Localidade  .
 
 
  Expressões típicamente portuguesas, expressões idiomáticas portuguesas


Detalhes

  .
Região :  .
País  Portugal


Serviços

Não disponivel
Advertisement
novavision.jpg 

História de Portugal

Portugalidade

Fotografias

Sabia que...

Sabia que a palavra anticonstitucionalissimamente é considerada a maior palavra da língua portuguesa, não considerando os termos técnicos nem palavras fictícias?
 

Google Page Rank

Page Ranking Tool